Atrativos culturais de nossa cidade

 

Podemos considerar como atração para os turistas, as referências histórica de nossa arquitetura, como: Teatro Municipal, A Igreja Matriz de São João Batista, o prédio da Governadoria Municipal e a casa onde viveu Joaquim Manoel de Macedo, autor do romance "A Moreninha".

Abaixo estamos disponibilizando imagens dessas referências da história de Itaboraí e porque não, do Brasil.

 

 Casa do Visconde de Itaboraí, atual prédio da prefeitura e ao lado, prédio da Câmara Municipal

 Ambas, localizadas na praça principal da cidade. A primeira, no final da subida da Rua Dr. Pereira dos Santos e a outra, na descida da Rua Fidélis Alves.

 

 

 Casa da Cultura e ao lado, Igreja Matriz de São João Batista

Ambas também localizadas na praça principal, coincidentemente uma de frente para a outra, separadas pela beleza e a estrutura  da Praça Marechal Floriano 

 

 

 Igreja de Senhor do Bonfim e ao lado, Igreja de N.Sra da Conceição

A primeira, na descida, a partir da praça principal no centro, da Rua João Caetano e a segunda, na via principal do Distrito de Porto das Caixas 

 

 

 Ruinas do convento São Boaventura e ao lado, Teatro João Caetano

 A primeira, mantendo-se preservada em meio às inovações do COMPERJ e a segunda, na praça principal no centro, na descida da Rua João Caetano

 

O pólo petroquímico que está em vias de implantação preocupa os "itaboraienses", (como são chamados os naturais) pela sua grandeza e face à sua natureza intocada. Estima-se que com sua implantação ocorrerá um desenvolvimento sem comparação na região, onde serão criadas muitas indústrias paralelas e de aproveitamento, e, também pelo perfil do refino de petróleo pesado, que trará muitos benefícios ao país